Eva

Ele era um homem eloquente, com ideias bem fixas. Ela, uma jovem espirituosa mas ainda assim, ingénua.

Ele ansiava conquistar o mundo e submeter toda a sua população ao fanatismo diminuto que tanto pregava.

Ela queria festejar, fazer amizades e sobretudo, dar umas cambalhotas.

Juntavam-se numa mansão, escondida nas montanhas. Ele queria afastar-se do stress da vida quotidiana. E secretamente dar umas cabraitadas na moça.

Ela admirava-o para lá da sua própria compreensão. 

Ele, infelizmente, mal tinha potência para aguentar o fulgor da sua amada.

Mas amavam-se. 

E segundo dizem, o amor anula qualquer foda mal dada.

O que é certo é que ela continuava do seu lado. E ele, pobre homem, tomava dezenas de pílulas para o estimularem.

Todos os fins-de-semana, iam para a casinha de campo, tentar a sorte.

Mal sabia ele que ela andava a piscar o olho ao seu motorista privado…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s