A Vida de Pi

Pi era um rapaz como os outros. Mas a sua vida dispunha de uma particularidade, desconhecida a muitos dos outros moços. O corpo de Pi gerava um campo de forças que repelia os outros seres humanos até uma distância máxima de 3,14 metros.

Pi tinha tido uma infância relativamente normal (sendo que o desenvolvimento deste fenómeno se deu a partir dos seus dez anos), tendo feito amizades com os colegas de escola e tendo sido acarinhado pelos pais e pela família.

No seu décimo aniversário, no entanto, e assim que soprou as velas, as pessoas à sua volta foram instantaneamente varridas para uma distância de x metros (que depois, através de medições, se veio a descobrir que correspondia à constante matemática de pi). E a partir desse momento, a sua vida sofreu uma alteração dramática.

Pi já não tinha hipótese de fazer travessuras aos amigos, como colar papéis com frases ridículas nas suas costas. Nem abraçar a sua mãe ou apertar a mão ao pai, podia. 

Quando atingiu os 14 anos de idade, a situação piorou. Tinha desenvolvido uma paixoneta por uma rapariga da sua turma e ela parecia corresponder. Ele passava por ela e havia sempre um momento em que ambos se entreolhavam e trocavam acenos e piadas, afectuosamente. Uma vez, ela tento quebrar o invisível (ah e maldito) campo magnético, para lhe dar um beijo mas sem sucesso.

E passaram vários anos, assim, trocando amor a uma distância de segurança. O rapaz desesperava e a moça já procurava alento noutros braços. Mas continuavam naquele jogo de sedução, ainda que em vão.

Pi chegou aos 23 anos e depois de tantas punhetas batidas com desejo amoroso, matou-se com um tiro na mona à la Kurt Cobain. Os especialistas forenses averiguaram que a arma foi usada pela mão esquerda (através da análise do padrão de sangue na cena do crime).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s