Violette

Era uma vez uma moça como as outras. (entendam como quiserem)

Era mais um dia na sua vida.

Violette estava a sentir-se assoberbada pela vida, da breca levada.

O dia estava solarengo, agradável.

A rapariga almejava um destino simples, existir em desatino.

O dia estava a ser produtivo, a nível de energias.

Mas Violette foi interpelada pela sua existência desgovernada, venha a decadência!

O dia ficou todo fodido. Os chakras desalinharam-se. Nuvens desencontradas invadiram o céu.

Violette ficou descompensada. A ansiedade apoderou-se do seu corpo. Lá teve de sacar das pílulas… Bota abaixo!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s