Desabafos – parte III

Não vou pedir desculpa por ser quem sou.

Não vou pedir desculpa por amar quem amo, por amar da forma que amo.

Não vou pedir desculpa pelas emoções que sinto, as que sei expressar e as que não consigo enfrentar.

Não vou pedir desculpa por não saber o que fazer, às vezes.

Não vou pedir desculpa por errar, cometer erros simples que não violam liberdades individuais.

Não vou pedir desculpa por não querer saber lidar com muitas merdas que me rodeiam.

Não vou pedir desculpa por não acreditar nas falsas profecias de alguns.

Não vou pedir desculpa por ter um pensamento diferente.

Não vou pedir desculpa por ser humana.

Não vou pedir desculpa por tentar sobreviver.

Não vou pedir desculpa pela sede de conhecimento que tenho.

Não vou pedir desculpa por escolher passar ao lado de muita merda.

Não vou pedir desculpa por trabalhar para ser melhor.

Não vou pedir desculpa por me esforçar para fazer este mundo melhor.

Já dizia o velho ditado: “As desculpas não se pedem, evitam-se.” E não vou pedir desculpa por ser apologista desta linha de ideia.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s